Arquivo 2020

O que 2021 promete, além da vacina? Design Ops e Acessibilidade!

Paulo Aguilera Filho
Design Ops Lead e Acessibilidade Digital no Banco Carrefour
Luto por um mundo acessível e inclusivo

Especialista em Design centrado no usuário e evangelizador de práticas acessíveis. Atuou com operações de design com foco em design system em suas últimas experiências: Conta Azul, Banco PAN e atualmente Banco Carrefour. Tem 10 anos de experiência de mercado e já foi líder local na IxDA Joinville (Interaction Design Association). Desde 2016 estuda sobre o tema de acessibilidade e compartilha o seu conhecimento em eventos de design e tecnologia.

Paulo Aguilera Filho
Escute este artigo

É improvável falar de 2021 sem mencionar a pandemia que vivemos e quando teremos uma vacina para amenizar isso. Mas tomando todo o cuidado com a comparação, essa enorme expectativa em relação à Milagrosa (já até apelidei a vacina) é oposta ao sentimento das pessoas em relação aos temas que abordarei neste artigo: Acessibilidade e Design Ops. Um assunto pelo qual muitas pessoas dizem se interessar e conhecer, mas poucas têm feito ou tentado fazer algo a respeito efetivamente  no mercado nacional.

Porém, minha aposta para 2021 é que esse quadro também mudará... 🔥

Começando por Design Ops

Ou Operações de Design, que é a tradução de Design Operations.Um tema que 90% das vezes é iniciado com dúvidas sobre o que é um Design System (que em 90% dos casos ainda é apenas um guia de estilo sem documentação básica, ou seja, uma criança já sendo vista como adulta).

No entanto, de acordo com o sensato "Menu do Design Ops", agora atualizado para "Panorama de Design Ops", da Norman Nielsen Group, esse é apenas “mais um” assunto entre tantos outros dentro deste grande guarda-chuva que também pode englobar UX Writing, UX Research, ilustrações entre outros temas:

Imagem detalhando o Panorama de Design Ops. Práticas de Design Ops devem ser definidas com base nos maiores pontos de dor da organização, junto com as 3 principais áreas deste tema: Como trabalhamos juntos, como realizamos o nosso trabalho e como o nosso trabalho gera impacto. Dentro de cada tema tem os seguintes assuntos: 1. Como trabalhos juntos: Organizar, Colaborar e Humanizar. 2. Como realizamos o nosso trabalho: Padronizar, Harmonizar e Priorizar. 3. Como o nosso trabalho gera impacto: Mensurar, Socializar e Disponibilizar. Logo da nngroup.com.
Imagem traduzida do artigo Design Ops 101 da nngroup.com, detalhando o Panorama do Design Ops.

Mas eu tenho esperança!

Sabe por quê? Porque  tenho visto um aumento no interesse do mercado e, também, de movimentações internas nos times, com um olhar mais focado e genuíno sobre o assunto.

Porém, ainda temos um caminho longo, pois estamos falando de maturidade de Design dentro das empresas, e hoje a realidade são iniciativas compartilhadas com as pessoas do time de Design, normalmente em cargos de liderança, isso quando não ficam sob a responsabilidade de uma só pessoa, criando gargalos e atrasando a evolução de cada ponto desse panorama.

Mas e quando o time crescer? Sim, quando isso acontecer essa pessoa não estará preparada para encarar as novas demandas sozinha  e a dor será maior, pode ter certeza…

Em 2019, escrevi este artigo, no qual compartilho um pouco sobre como foi o desafio de descentralização das atividades no Banco PAN.

Iniciativas do time de design — como descentralizamos as responsabilidades

E destaco também uma live que teve uma discussão muito rica, dentre um dos temas a diferença de responsabilidade entre Design Ops e Design System:

DesignOps: Como melhorar a eficiência da sua equipe de Design

É legal falar também que Design Ops não é uma atividade nova. Se você analisar todas as frentes contidas nesse time, muitas já são tarefas naturais de determinados profissionais da equipe de Design, como contratações, definição dos processos, escolha das ferramentas, planejamento das cerimônias de time. Porém, muitas vezes realizadas sob demanda, sem um padrão estruturado e quase nunca mensuradas.

Outra evidência é o aumento dos cursos focados no tema. Eu tenho orgulho de fazer parte, junto com o João Victor Santos, dos Bootcamps da How Education. Nos últimos meses, só ampliamos os horizontes, com turmas online do curso de Design Ops com foco em Design System, que agora chegam a qualquer lugar do Brasil e do mundo (sim, já tivemos alunos de vários países participando ❤️).

Outro ponto legal de mencionar, é que Design System antecedeu o Design Ops no mercado brasileiro, mesmo ele sendo um tópico dentro do guarda-chuva de Ops, e consequentemente os cursos também (com destaque ao da Meiuca, que já formou mais de mil alunos).

Positivo ou negativo esse destaque mais para uma temática do que para a outra? Não acredito que tenha uma resposta. O que sei é que o mercado tem aprendido e se adaptado, e para 2021 vejo uma evolução grande, principalmente no aumento do número de vagas para profissionais atuarem com esses temas (mercado quentíssimo, olha aí a oportunidade!).

E terminando com Acessibilidade

Este nome é mais amigável, uma palavra em português, que denomina um assunto pelo qual sou apaixonado e tenho estudado e compartilhado conteúdo desde 2016.

O curioso é que o termo Design Ops começou a ser utilizado bem mais recentemente que acessibilidade. Porém, já temos times se estruturando desta maneira e Ops já é bem mais aplicado. Acessibilidade normalmente costuma ser uma reunião recorrente de pontos a serem melhorados, mas que perde sempre em alguma disputa de priorização. Já viu esse filme, né?

Pare para pensar: quantos profissionais você conhece que trabalham exclusivamente com acessibilidade? Quantos times você conhece focados nisso?

Apesar do tema acessibilidade (neste recorte, acessibilidade digital) ser bem mais divulgado e amplo, são realidades diferentes… mas não deveria!

Neste outro artigo o mestre Marcelo Sales compartilha um pouco da realidade do mercado de acessibilidade:

Precisamos de profissionais focados em acessibilidade dentro das empresas

E sabe por que não deveria ser assim? Porque acessibilidade está contido em tudo, inclusive da sigla “UX”, que traduzindo significa experiência do usuário, e quando falamos de usuário estamos nos referindo a TODAS as pessoas e suas características, certo?

Daí o questionamento, estamos pensando realmente nas experiências de todas as pessoas ou somente de algumas, aquelas muito semelhantes a nós? Que pensam parecido ou moram na mesma região?

A responsabilidade de priorizar acessibilidade deveria ser de todas as áreas, passar por todas as frentes de trabalho, pois sem testar as soluções com pessoas diversas, sem profissionais diversos dentro dos times, não há abertura suficiente para se pensar em um melhor acesso para todos.

Um painel muito legal que tive a honra de mediar com pessoas sensacionais e diversas foi no TAS Experience, no qual discutimos assuntos e dúvidas rotineiras sobre o tema Acessibilidade Digital e Tecnologias Assistivas. Para quem quiser entender mais sobre, recomendo demais:

TAS Experience - Painel Acessibilidade Digital e Tecnologias Assistivas

Já deixo o contato desses parceiros e parceiras aqui para vocês acompanharem e seguirem no LinkedIn:

Cursos e bootcamps sobre acessibilidade

Em relação aos cursos voltados para o tema de acessibilidade digital também tivemos um aumento considerável. Sobre isso, a minha visão é semelhante a sobre Design Ops. Acredito que estão surgindo mais pessoas “críticas” e com conhecimento para fazer a diferença no dia a dia, já em 2021, para que em um futuro próximo tenhamos muitas vagas focadas em acessibilidade (meu sonho!).

Aproveito para destacar aqui os cursos de Acessibilidade Digital, da Mergo, e o Acessibilidade de Conteúdo para Redes Sociais, da Redesign Academy, uma iniciativa da Redesign For All e da Deficiência Tech. Além do módulo de Acessibilidade focado em Design System, que eu ministro dentro do Bootcamp de Design Ops da How.

Resuminho da visão 🚀

Com o fomento desses temas em 2020, vejo um 2021 promissor, com ainda mais pessoas compartilhando conhecimentos e estudos sobre esses assuntos, com novas abordagens surgindo a partir das experimentações, e novos profissionais se tornando referências também.

Espero que todos com o espírito de comunidade se voluntariem para compartilhar seus erros (principalmente) e seus acertos, para ajudarmos a evoluir o nosso mercado cada vez mais rápido. E que venha a vacina! 💉

Deploy.me
Desenvolva sua carreira em UX Design, Produto e Dados com bootcamps imersivos, práticos e de curta duração com facilitadores das principais startups do Brasil e do mundo. How. Skills, not degrees.
15%OFF código:
DESIGN2021

Explore outros temas

Uma carta para a Crítica

Vitor Amorim
Vitor Amorim

O Designer é a Interface - Desafios do design e experiência do usuário em tempos de isolamento social

Ubiratan Silva
Ubiratan Silva

Na contemporaneidade, o que não é design?

Isadora Ribeiro dos Santos
Isadora Ribeiro dos Santos

Líderes do presente

Juliana Marcenal
Juliana Marcenal

Design, um esporte coletivo e colaborativo

Beto Lima
Beto Lima

A motivação por trás de novos hábitos

Nathalia Cabral
Nathalia Cabral

Liderança em Design: 5 dicas para quem quer virar Líder de Design

Victor Zanini
Victor Zanini

Visualizando os dados da comunidade de UX no Brasil

Carolina Leslie
Carolina Leslie

Por que designers devem aprender No-Code em 2021?

Caio Calderari
Caio Calderari

Designer Produteiro

Robson Ramos
Robson Ramos

POs e PMs e suas relações com acessibilidade

Livia Gabos
Livia Gabos

Não coma o marshmallow

Camila Borja
Camila Borja

O Design no ano 21 do século 21: educação e trabalho pela cibercultura

André Grilo
André Grilo

A antiga, porém nova verdade sobre DesignOps

Guilherme Gonzalez
Guilherme Gonzalez

Design de experiência contra o racismo algorítmico

Polli Lopes
Polli Lopes

Sua experiência com o futuro do trabalho está diretamente relacionada a quanto você se conhece

Kpelo
Kpelo

Uma nova visão holística do design

Bel Araújo
Bel Araújo

Vamos parar de falar em Produto e vamos falar em Design de Serviço?

Erico Fileno
Erico Fileno

Design ético em pauta

Lucas Cruz
Lucas Cruz

Design do Amanhã

Natalí Garcia
Natalí Garcia

Preparando um time para o sucesso

David Pacheco
David Pacheco

A Maturidade do Designer UX

Ioná Dourado
Ioná Dourado

Finalmente uma descentralização geográfica do design brasileiro?

Larissa Trindade
Larissa Trindade

Design é uma conversa cultural

Julia Nascimento
Julia Nascimento

Por uma comunidade de design mais aberta e colaborativa

Karina Tronkos
Karina Tronkos

Co-design: Não é só sobre Design

Wander Vieira
Wander Vieira

Design para um time

Thais Yabuuti
Thais Yabuuti

Um convite para a auto-descoberta

Karen Tie
Karen Tie

UX Design não é modinha, é negócio

Luan Mateus
Luan Mateus

Pare de seguir os velhos padrões visuais

Raniel Oliveira
Raniel Oliveira

Menos sobre nomenclaturas e mais foco no que precisa ser feito

Renan Manço
Renan Manço

Como construir maturidade de Design em empresas em transformação digital

Bianca Faraj
Bianca Faraj

Desobediências conceituais no Design

Andrei Gurgel
Andrei Gurgel

Inovação em design organizacional: como ser prático na prática? 🚀

Eduardo Maia
Eduardo Maia

Empreender e pivotar na profissão designer

Marcelo Leal Felix
Marcelo Leal Felix

21 coisas que tem que acabar em UX design para 2021

Rafaela de Souza da Silva
Rafaela de Souza da Silva

O designer nômade

Leo Ehrlich
Leo Ehrlich

Se você quiser voar, precisa soltar o que te puxa para baixo

Tereza Alux
Tereza Alux

Você já foi um designer iniciante, Design no interior e Michael Scott

Felipe Marinelli
Felipe Marinelli

UX e o Amanhã da Profissão

Amyris Fernandez
Amyris Fernandez

Levei 8 anos para me definir como UX designer. E eu vou te contar como.

Lais Mastelari
Lais Mastelari

Designer é solucionador de problemas ou colonizador?

Fernando França
Fernando França

Como a escuta no Design vem se tornando uma aliada em uma sociedade mais inclusiva

Valéria Reis
Valéria Reis

O futuro é plural

Paola Sales
Paola Sales

Cultura de UX sob aspecto da linguagem

Melina Alves
Melina Alves

2021: um ano para recomeçar (?)

Koji Pereira
Koji Pereira

UX Research na Era Inteligente

Gabriel Bastos
Gabriel Bastos

Design e cultura de experimentação

Leandro Lima
Leandro Lima

Aprendizados para 2021 sobre a acessibilidade digital em 2020

Liliane Claudia
Liliane Claudia

O design não vai salvar o mundo! Ou vai?

Bruna Castro
Bruna Castro

Você aprende aquilo com que se importa

Denise Pilar
Denise Pilar

UX + LGPD. A privacidade do usuário na era dos dados

Hideki Katsumoto
Hideki Katsumoto

A Jornada do Mentor - Como se tornar um herói em UX

Sheylla Lima Souza
Sheylla Lima Souza

Liderança e Maternidade: Qualquer semelhança não é mera coincidência

Bruna Amancio
Bruna Amancio

Faça seu design orientado por dados

Mumtaz Mesania
Mumtaz Mesania

As pegadinhas do nosso cérebro

Renata Carriel
Renata Carriel

Que em 2021 tenhamos tempo, dinheiro e saúde para fazer a diferença

Thiago Hassu
Thiago Hassu

UX Writing: o desafio constante de aprender a se comunicar

Camila Gaidarji
Camila Gaidarji

Sou Designer, onde vou usar a fórmula de bháskara?

Rafael Miashiro
Rafael Miashiro

Design como fator de mudança para processos, cultura e maturidade nas empresas

Bruce Namatame
Bruce Namatame

Liderança inclusiva, design e autoconhecimento

Thaly Sanches
Thaly Sanches

Design não é para todos, mas pode ser

Valéria Romano
Valéria Romano

O Product Designer está fora de forma?

Marco Moreira
Marco Moreira

Fale com o seu ambiente e as novas experiências conversacionais

Caio Calado
Caio Calado

Voltando às raízes para um design acessível

Maju Santos
Maju Santos

Pensando design além da interface

Juliana Akemi Segawa Cangussu
Juliana Akemi Segawa Cangussu

Designer Sobrevivente

Humberto Matos Valério da Silva
Humberto Matos Valério da Silva

Como Designers estamos preparados para um mundo que precisa de regeneração?

Barbara Villar
Barbara Villar

O papel do designer na desconstrução do ciclo da invisibilidade

Joyce Rocha
Joyce Rocha

Vulnerabilidade e o primeiro passo contra a impostora

Tamy Lemos
Tamy Lemos

O design pode mudar o mundo

Renato Paixão
Renato Paixão

"Fosse ou não à escola, eu estudava."

Ariana Dias Neves
Ariana Dias Neves

Design Ético: como nós, pessoas que consomem e desenvolvem, podemos atuar

Bianca Brancaleone
Bianca Brancaleone

Precisamos falar sobre saúde mental em design

Marianna Piacesi
Marianna Piacesi

Como você enxerga o Design?

Monica Barros
Monica Barros

Design como ferramenta para um mundo melhor

Camila Moletta
Camila Moletta

Como vamos projetar serviços e produtos digitais na era da economia de vigilância?

Janayna Velozo
Janayna Velozo

3 passos para mudança do mindset do time comercial

Rafael Xavier
Rafael Xavier

Métricas de UX: O que são, onde vivem e do que se alimentam?

Rafa Brandão
Rafa Brandão

A visão de um designer que acredita na política do seu dia-a-dia aplicada a sociedade brasileira

Henrique Peixe
Henrique Peixe

Designers will design

Juliana Morozowski
Juliana Morozowski

É responsabilidade de quem?

Vinícius Gomes
Vinícius Gomes

Reflexões sobre a Escuta no Design de Experiências

Denise Rocha
Denise Rocha

ROI do Design e o Cafezinho

Felipe Melo Guimarães
Felipe Melo Guimarães

A crescente importância de tudo o que não sabemos

Bruno Canato
Bruno Canato

A síndrome de impostor no design, o “outro” inatingível e ambientes tóxicos

Thomas Castro
Thomas Castro

Experiência do Usuário Surdo

Beatriz Lonskis
Beatriz Lonskis

Transição de carreira e diversidade

Liliane Oliveira
Liliane Oliveira

Confissões de um designer apaixonado

Jane Vita
Jane Vita

O Design e os trem por trás das coisa: Soft Skills, Multipotenciais e Polímatas

Brunão
Brunão

Design, liderança e ambientes seguros: reflexões e sugestões

Vinícius Vieira
Vinícius Vieira

UI Designer? Deus me livre, mas quem me dera!

Adelmo Neto
Adelmo Neto

A inevitável mudança do Design no "pós-pandemia"

Thoz
Thoz

Multiculturalismo remoto

Tai Civita
Tai Civita

Design realmente centrado no humano

Nina Telles
Nina Telles

Como quase ter virado um Product Manager me fez ser um Product Designer melhor

Filipe Bitencourt
Filipe Bitencourt

O bom design durante os sintomas da pandemia

David Arty
David Arty

Subiu, e agora? Como medir o sucesso e a performance do Design

Fernanda Magalhães
Fernanda Magalhães

O conceito equivocado de público-alvo que exclui pessoas

Talita Pagani
Talita Pagani

Receita de UX Designer

Leandro Rezende
Leandro Rezende
não clique