Arquivo 2020

Na contemporaneidade, o que não é design?

Isadora Ribeiro dos Santos
Researcher, UX Designer e Fundadora do Narrativas Negras
Preta, feminista, perguntadora

Interiorana do estado de São Paulo, me mudei para Belo Horizonte em 2017 para cursar Design Gráfico na Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG) e por aqui me descobri. Amante de processos criativos e viagens, me encontrei profissionalmente na pesquisa de experiência do usuário, espaço onde posso ouvir e pensar no outro para tornar seu caminho mais leve e fluído, #opentoworks. Além disso, sou fundadora e líder do coletivo Narrativas Negras que em 2020 publicou seu primeiro livro Narrativas Negras: biografias ilustradas de mulheres pretas brasileiras que também foi diagramado por mim. Na vida pessoal, sou mãe de plantas e do Jubileu, meu filho de 4 patas.

Isadora Ribeiro dos Santos
Escute este artigo

Meu propósito aqui não é definir o que é ou deixa de ser design na contemporaneidade, mas, venho refletir e dialogar sobre as possibilidades da aplicação do design no contexto fluído e dinâmico em que vivemos. 

Ao ingressar na faculdade de Design em 2017, me lembro de ter conversado com amigos sobre a generalização do termo design na contemporaneidade e no quanto isso poderia desvalorizar o profissional capacitado nas áreas mais comuns de design: ambientes, gráfico e produto. Ao longo dos anos, surgiram diversos campos vinculados ao termo design: de cabelos, comida, bebidas, sobrancelhas e outros. Nessa conversa, não chegamos a nenhuma conclusão.

Em 2021, voltei a refletir sobre o tema após visitar a profissional de sobrancelhas que frequento. Durante a conversa, ela trouxe o seguinte relato: 

“Isa, eu recebi uma cliente que havia feito micropigmentação [uma técnica definitiva para sobrancelhas] com outra designer e o resultado ficou péssimo. Fizemos o processo de retirada a laser, ela disse que se não fosse por mim, teria se suicidado” - Anônimo, designer de sobrancelhas.  

Além do relato desta cliente, pensei na minha jornada com esse tipo de profissional e o quanto vivencio com ela a relação de fidelidade após inúmeras experiências ruins com outras profissionais da área, que cobravam o mesmo valor. Atualmente, prefiro me deslocar 15 km para ser atendida pela profissional que frequento  do que me submeter a experiências ruins e marcantes. 

A pergunta que me fiz ao ouvir o relato foi sobre o que realmente diferencia aquilo que é design do que não é design, visto que:

Assim como designers “comuns”, o designer de sobrancelhas projeta experiências. As quais, como o design gráfico, o design de produto e de ambiente são capazes de influenciar o psicológico e ideais de quem tem sua experiência projetada. 

Para se alcançar um bom desenho para as sobrancelhas, é essencial compreender: o formato do rosto, posição dos ossos, a medida das sobrancelhas, a arqueadura e volume, para, assim, definir as melhores possibilidades que serão aprovadas ou rejeitadas pela(o) cliente. (Vê alguma semelhança com os processos de discovery ou imersão feitos pelos designers “comuns”?)

Como resultado de designs mal projetados, temos as sobrancelhas que não se encaixam aos rostos dos clientes, perpetuando experiências não centradas no usuário. Na maioria das vezes, são projetos que acompanham as tendências da época e, em pouco tempo, se tornam obsoletos. 

Segundo Hallawell (2019), as sobrancelhas têm grande importância, pois formam a moldura dos olhos, assim, podem modificar radicalmente a expressão de uma pessoa e, consequentemente, a imagem que os outros têm dela. Além disso, a partir do relato apresentado, é visível o impacto desse projetista nas relações de aceitação social e saúde mental dos indivíduos. Azevedo (2017) acrescenta também que:

“Se analisarmos uma simples saída para o cinema, veremos que em tudo há design. Desde o picote de bilhete, a direção de arte que você viu no filme, os fast-food das lanchonetes que padronizam os alimentos, o design de sanduíche.” - Azevedo, Wilton (2017). 

Conclusão

Partindo dessas considerações, entendo como designer aquele que se coloca como projetista, o profissional que direta ou indiretamente influencia positiva ou negativamente a vida daqueles que se deparam com a experiência projetada, tendo ela um produto ou um serviço como resultados. Dessa forma, instigo você a começar 2021 (re)pensando, o que para você é design?

Deploy.me
Desenvolva sua carreira em UX Design, Produto e Dados com bootcamps imersivos, práticos e de curta duração com facilitadores das principais startups do Brasil e do mundo. How. Skills, not degrees.
15%OFF código:
DESIGN2021

Explore outros temas

Liderança em Design: 5 dicas para quem quer virar Líder de Design

Victor Zanini
Victor Zanini

A crescente importância de tudo o que não sabemos

Bruno Canato
Bruno Canato

A Jornada do Mentor - Como se tornar um herói em UX

Sheylla Lima Souza
Sheylla Lima Souza

Receita de UX Designer

Leandro Rezende
Leandro Rezende

A síndrome de impostor no design, o “outro” inatingível e ambientes tóxicos

Thomas Castro
Thomas Castro

Design é uma conversa cultural

Julia Nascimento
Julia Nascimento

O futuro é plural

Paola Sales
Paola Sales

Como você enxerga o Design?

Monica Barros
Monica Barros

Sua experiência com o futuro do trabalho está diretamente relacionada a quanto você se conhece

Kpelo
Kpelo

A visão de um designer que acredita na política do seu dia-a-dia aplicada a sociedade brasileira

Henrique Peixe
Henrique Peixe

Precisamos falar sobre saúde mental em design

Marianna Piacesi
Marianna Piacesi

Transição de carreira e diversidade

Liliane Oliveira
Liliane Oliveira

Confissões de um designer apaixonado

Jane Vita
Jane Vita

Fale com o seu ambiente e as novas experiências conversacionais

Caio Calado
Caio Calado

O Product Designer está fora de forma?

Marco Moreira
Marco Moreira

Como a escuta no Design vem se tornando uma aliada em uma sociedade mais inclusiva

Valéria Reis
Valéria Reis

Cultura de UX sob aspecto da linguagem

Melina Alves
Melina Alves

Por uma comunidade de design mais aberta e colaborativa

Karina Tronkos
Karina Tronkos

O design não vai salvar o mundo! Ou vai?

Bruna Castro
Bruna Castro

Designer é solucionador de problemas ou colonizador?

Fernando França
Fernando França

Design de experiência contra o racismo algorítmico

Polli Lopes
Polli Lopes

UX + LGPD. A privacidade do usuário na era dos dados

Hideki Katsumoto
Hideki Katsumoto

Se você quiser voar, precisa soltar o que te puxa para baixo

Tereza Alux
Tereza Alux

Visualizando os dados da comunidade de UX no Brasil

Carolina Leslie
Carolina Leslie

"Fosse ou não à escola, eu estudava."

Ariana Dias Neves
Ariana Dias Neves

A motivação por trás de novos hábitos

Nathalia Cabral
Nathalia Cabral

Experiência do Usuário Surdo

Beatriz Lonskis
Beatriz Lonskis

Uma nova visão holística do design

Bel Araújo
Bel Araújo

Como construir maturidade de Design em empresas em transformação digital

Bianca Faraj
Bianca Faraj

O papel do designer na desconstrução do ciclo da invisibilidade

Joyce Rocha
Joyce Rocha

Co-design: Não é só sobre Design

Wander Vieira
Wander Vieira

Design, liderança e ambientes seguros: reflexões e sugestões

Vinícius Vieira
Vinícius Vieira

Designer Sobrevivente

Humberto Matos Valério da Silva
Humberto Matos Valério da Silva

A Maturidade do Designer UX

Ioná Dourado
Ioná Dourado

Sou Designer, onde vou usar a fórmula de bháskara?

Rafael Miashiro
Rafael Miashiro

Você aprende aquilo com que se importa

Denise Pilar
Denise Pilar

Designer Produteiro

Robson Ramos
Robson Ramos

Que em 2021 tenhamos tempo, dinheiro e saúde para fazer a diferença

Thiago Hassu
Thiago Hassu

Aprendizados para 2021 sobre a acessibilidade digital em 2020

Liliane Claudia
Liliane Claudia

Design do Amanhã

Natalí Garcia
Natalí Garcia

Finalmente uma descentralização geográfica do design brasileiro?

Larissa Trindade
Larissa Trindade

Desobediências conceituais no Design

Andrei Gurgel
Andrei Gurgel

E se a inovação pudesse ser guiada por processos de design mais colaborativos?

Larisa Paes de Lima
Larisa Paes de Lima

Liderança e Maternidade: Qualquer semelhança não é mera coincidência

Bruna Amancio
Bruna Amancio

Designers will design

Juliana Morozowski
Juliana Morozowski

Design como ferramenta para um mundo melhor

Camila Moletta
Camila Moletta

Preparando um time para o sucesso

David Pacheco
David Pacheco

O Design e os trem por trás das coisa: Soft Skills, Multipotenciais e Polímatas

Brunão
Brunão

Liderança inclusiva, design e autoconhecimento

Thaly Sanches
Thaly Sanches

Um convite para a auto-descoberta

Karen Tie
Karen Tie

O que 2021 promete, além da vacina? Design Ops e Acessibilidade!

Paulo Aguilera Filho
Paulo Aguilera Filho

2021: um ano para recomeçar (?)

Koji Pereira
Koji Pereira

Como quase ter virado um Product Manager me fez ser um Product Designer melhor

Filipe Bitencourt
Filipe Bitencourt

Líderes do presente

Juliana Marcenal
Juliana Marcenal

Pare de seguir os velhos padrões visuais

Raniel Oliveira
Raniel Oliveira

O designer nômade

Leo Ehrlich
Leo Ehrlich

As pegadinhas do nosso cérebro

Renata Carriel
Renata Carriel

Subiu, e agora? Como medir o sucesso e a performance do Design

Fernanda Magalhães
Fernanda Magalhães

Design como fator de mudança para processos, cultura e maturidade nas empresas

Bruce Namatame
Bruce Namatame

Levei 8 anos para me definir como UX designer. E eu vou te contar como.

Lais Mastelari
Lais Mastelari

Como vamos projetar serviços e produtos digitais na era da economia de vigilância?

Janayna Velozo
Janayna Velozo

POs e PMs e suas relações com acessibilidade

Livia Gabos
Livia Gabos

UX e o Amanhã da Profissão

Amyris Fernandez
Amyris Fernandez

Como Designers estamos preparados para um mundo que precisa de regeneração?

Barbara Villar
Barbara Villar

Design e cultura de experimentação

Leandro Lima
Leandro Lima

Faça seu design orientado por dados

Mumtaz Mesania
Mumtaz Mesania

UX Design não é modinha, é negócio

Luan Mateus
Luan Mateus

Uma carta para a Crítica

Vitor Amorim
Vitor Amorim

Perspectivas visuais e um conceito social (talvez) necessário

Eduardo Arce
Eduardo Arce

Vamos parar de falar em Produto e vamos falar em Design de Serviço?

Erico Fileno
Erico Fileno

A antiga, porém nova verdade sobre DesignOps

Guilherme Gonzalez
Guilherme Gonzalez

Design realmente centrado no humano

Nina Telles
Nina Telles

Vulnerabilidade e o primeiro passo contra a impostora

Tamy Lemos
Tamy Lemos

Voltando às raízes para um design acessível

Maju Santos
Maju Santos

Design para um time

Thais Yabuuti
Thais Yabuuti

Reflexões sobre a Escuta no Design de Experiências

Denise Rocha
Denise Rocha

O design pode mudar o mundo

Renato Paixão
Renato Paixão

UX Research na Era Inteligente

Gabriel Bastos
Gabriel Bastos

Design Ético: como nós, pessoas que consomem e desenvolvem, podemos atuar

Bianca Brancaleone
Bianca Brancaleone

É responsabilidade de quem?

Vinícius Gomes
Vinícius Gomes

Design não é para todos, mas pode ser

Valéria Romano
Valéria Romano

O Designer é a Interface - Desafios do design e experiência do usuário em tempos de isolamento social

Ubiratan Silva
Ubiratan Silva

Por que designers devem aprender No-Code em 2021?

Caio Calderari
Caio Calderari

Métricas de UX: O que são, onde vivem e do que se alimentam?

Rafa Brandão
Rafa Brandão

UI Designer? Deus me livre, mas quem me dera!

Adelmo Neto
Adelmo Neto

O Design no ano 21 do século 21: educação e trabalho pela cibercultura

André Grilo
André Grilo

Inovação em design organizacional: como ser prático na prática? 🚀

Eduardo Maia
Eduardo Maia

Pensando design além da interface

Juliana Akemi Segawa Cangussu
Juliana Akemi Segawa Cangussu

Multiculturalismo remoto

Tai Civita
Tai Civita

A inevitável mudança do Design no "pós-pandemia"

Thoz
Thoz

Design ético em pauta

Lucas Cruz
Lucas Cruz

Você já foi um designer iniciante, Design no interior e Michael Scott

Felipe Marinelli
Felipe Marinelli

O bom design durante os sintomas da pandemia

David Arty
David Arty

3 passos para mudança do mindset do time comercial

Rafael Xavier
Rafael Xavier

Empreender e pivotar na profissão designer

Marcelo Leal Felix
Marcelo Leal Felix

Menos sobre nomenclaturas e mais foco no que precisa ser feito

Renan Manço
Renan Manço

21 coisas que tem que acabar em UX design para 2021

Rafaela de Souza da Silva
Rafaela de Souza da Silva

Não coma o marshmallow

Camila Borja
Camila Borja

O conceito equivocado de público-alvo que exclui pessoas

Talita Pagani
Talita Pagani

ROI do Design e o Cafezinho

Felipe Melo Guimarães
Felipe Melo Guimarães
não clique